Influenciador, Microinfluenciador ou nano?
Cadastre-se, é grátis! (:
busca

Ei, influencer, saiba como monetizar o Instagram!

?Após dois do lançamento do IGTV, o Instagram começou a remunerar influenciadores e marcas pelos vídeos publicados no IGTV. A plataforma que vinha testando a monetização desde fevereiro de 2020 liberou o novo recurso para influencers e marcas com contas verificadas. Disponibilizando 55% da receita de publicidade aos criadores de conteúdo, o "insta" segue os mesmos moldes do Facebook Watch que já remunerava os creators. Para saber mais como monetizar o Instagram, fique atento a esse artigo!

Você sabe como monetizar o Instagram?

Para você que busca monetizar o Instagram, saiba que a rede social do "titio Mark" só liberou a monetização para os influenciadores de língua inglesa, os quais têm anúncios da Sephora e da Puma inseridos nos vídeos por eles produzidos. Publicidades de 15 segundos são exibidas verticalmente apenas para os usuários que quiserem ver os vídeos completos no IGTV depois de verem as prévias no feed.

Paralelamente, a rede social testa vários modelos de anúncio e a opção "pular anúncio". Porém, antes, a plataforma de Mark Zuckerberg precisa impedir que usuários fujam dos anúncios e acabar com a análise manual dos conteúdos dos vídeos monetizados. Pretende-se empregar a mesma tecnologia do Facebook Watch na moderação dos conteúdos dos vídeos.

Apesar de tudo isso já ser uma realidade internacional, os influencers brasileiros ainda não têm como monetizar o Instagram. Mas nada os impede de ter sacadas empreendedoras que rentabilizam os perfis no Instagram. Confira as alternativas que os influenciadores nacionais encontraram para lucrarem no "insta"! Quem sabe você se inspire?

Imagem: divulgação/Facebook.

Venda dos espaços destinados às legendas das publicações

Se a conta no Instagram apresenta métricas de engajamento positivas, tudo (ou quase tudo) dela pode ser rentabilizado. Partindo desse princípio, influenciadores de diversos níveis e até usuários anônimos podem vender os espaços destinados às legendas das publicações. O processo é simples e nada invasivo: você vende o espaço do texto abaixo da foto para o contratante e nele insere o link para a conta da marca que pagou pelo anúncio.

Venda do espaço destinado ao link na biografia

Outra possibilidade de como monetizar o Instagram é a venda do espaço destinado ao link na biografia. Já que a URL fica diretamente exposta no perfil, é necessário que o contratante especifique como será a remuneração: diária, semanal ou mensal.

Posts patrocinados

Uma das principais maneiras de rentabilizar o Instagram é o post patrocinado (ou publipost). Na maioria das vezes, ele fica no ar de seis a oito horas, dependendo do acordo firmado com o contratante. Em outros casos, é contratado o pacote de posts patrocinados, incluindo a publicação no feed com direito às marcações do Instagram do contratante e/ou os stories, nos quais produtos e serviços são anunciados.

Instagram Shopping permite vender produtos no aplicativo. Imagem: divulgação/Facebook.

OnlyFans

Embora seja popular entre os consumidores de serviços para adultos, o OnlyFans é a plataforma de conteúdo por assinatura, na qual você disponibiliza conteúdos exclusivos, ensaios fotográficos e vídeos que o grande público não terá acesso. Citamos esse exemplo porque é bastante difundido por influenciadores que compartilham os links na biografia do "insta" e no "arraste para cima" dos stories.

Demais plataformas de conteúdo exclusivo

O Close Friends é utilizado por influenciadores que cobram pelo compartilhamento de conteúdos exclusivos. Mesmo que essa seja uma prática comum, a influenciadora Virgínia Fonseca virou notícia ao decidir cobrar R$ 14,90 pelos stories. Ela afirma que tentou direcionar os conteúdos para apenas os seguidores que curtem o seu trabalho. Apesar dessas alternativas gerarem controvérsias e exigirem seguidores fiéis, elas se mostram eficientes quando o assunto é como monetizar Instagram a curto prazo.

Instagram terá comentários pagos em lives

Ainda sobre como monetizar o Instagram, saiba que as lives do "insta" também serão rentabilizadas. O recurso permitirá que os usuários paguem para destacar os comentários nas lives, assim como já acontece no YouTube e no Twitch. Basicamente, as mensagens dos seguidores poderão ser vistas pelos influenciadores. Em fase de testes, o recurso será disponibilizado em nove países, incluindo o Brasil.

Nos Estados Unidos, por exemplo, será cobrado US$ 0,99 por um coação, US$ 1,99 por dois e US$ 4,99 por três no comentário destacado. Eles aparecerão como selos ao lado do nome do autor da mensagem. A princípio, o valor arrecadado com os comentários será repassado aos influenciadores. Após a popularização do recurso, o Instagram ficará com parte do valor.

Agora que você já sabe alguns caminhos de como monetizar o Instagram, é hora de se destacar na web, gerando conteúdos relevantes. Para que estes objetivos sejam alcançados, que tal contar com a plataforma que aumenta o seu alcance na internet? OGLOO está aqui para isso; crie logo o seu perfil e divulgue os posts mais hilários!

Veja outros assuntos igualmente interessantes:

#Relacionadas
#OGLOOTTs
Os assuntos mais buscados durante o dia.