Influenciador, Microinfluenciador ou nano?
Cadastre-se, é grátis! (:
busca

Você sabe quanto ganha um influenciador digital?

Você sabe quanto ganha um influenciador digital?

Com a ascensão do marketing de influência, empresas têm incluído influenciadores digitais nas campanhas de marketing. Marcas veem na parceria a chance de estreitar relações com o público, construindo a imagem e se posicionando no mercado. Prova disso é o estudo feito pela consultoria Shareablee, o qual indica que 8% das pessoas entre 18 a 24 anos comprariam um produto se ele fosse recomendado pelo influencer

Os números expressivos fazem com que muita gente se pergunte sobre quanto ganha um influenciador digital. Pensando em responder este e outros questionamentos, preparamos este artigo que detalha a atuação do influencer e o diferencia criador de conteúdo. Vamos conferi-lo?

Criador de conteúdo x influenciador digital: saiba diferenciá-los

Antes de analisarmos quanto ganha um influenciador digital, é importante sabermos o que difere o criador de conteúdo do influenciador digital. Há quem não saiba, mas as atuações dos dois nem sempre têm pontos em comum. Compreenda.

Criador de conteúdo é o responsável por toda a cadeia de veiculação de informação na internet. Ele produz e compartilha informações em sites, blogs, redes sociais, plataformas de streaming, redes WAP e outras mídias on-line. Mas isso não o impede de gerar conteúdos para as mídias off-line como outdoors, jornais e revistas. Matérias, infográficos, vídeos, podcasts e publicações em redes sociais são alguns exemplos de conteúdos produzidos pelo especialista. Lembrando que o creator pode ou não assinar os materiais produzidos por ele.

Já o influenciador digital, necessariamente, é quem possui público fiel e engajado em seus canais on-line. Em certa medida, ele consegue induzir na tomada de decisão de compra dos seguidores. Além disso, ele dita comportamentos, gera tendências e é fonte de informação e referência sobre determinado assunto. Com o papel de orientar os seguidores, o influencer participa no processo de compra, sendo capaz de elevar ou rebaixar a reputação da marca, dependendo da situação.

Apesar do influenciador dar visibilidade ao conteúdo com o qual trabalha, existe o criador por trás da produção. Também é válido ressaltar que, para a marca ou para a pessoa ser influenciadora, é necessário ter o domínio das técnicas de comunicação, marketing e oratória a fim de que se gere o engajamento com o perfil e as publicações se destaquem nas mídias.


Afinal, quanto ganha um influenciador digital?

Apesar de estar em evidência hoje em dia, a atuação do influenciador é antiga. O que difere o influenciador contemporâneo do antigo são os recursos com os quais ele trabalha e o tipo de remuneração que ele recebe.

Para se ter ideia, em 1760, a rainha Charlotte promoveu os produtos da marca de porcelana inglesa Wedgwood. Séculos depois, foi Michael Jordan quem brilhou no lançamento dos novos tênis da Nike. Nas duas situações, ambas as personalidades emprestaram suas imagens às marcas, agregaram valores aos produtos e foram remuneradas por isso.

Embora influenciadores existam há muito tempo, a realidade do mercado mudou e as marcas contratantes tiveram que se adaptar ao advento da internet. Permutas e remuneração a partir da conversão do tráfego de internautas em leads são algumas das maneiras de embolsar os influenciadores digitais.

Para compreender melhor quanto ganha um influenciador digital, a Forbes elaborou uma pesquisa, a qual mostrou que um influenciador com mais de sete milhões de seguidores recebe aproximadamente 150 mil dólares no Instagram, US$ 187 mil no Facebook e US$ 300 mil no YouTube.

Já no Brasil, de acordo com a matéria da Época Negócios, o influencer ganha de 50 a 150 mil reais por campanha no YouTube ,que pode ou não incluir menções em vídeos e publicações em redes sociais. Os canais menores conseguem de 1 mil a 5 mil reais.

Há também os microinfluenciadores que, de acordo com o UOL Economia, chegam a faturar 15 mil reais mensais e são a aposta do mercado, pois não geram desconfianças nos consumidores.

Agora que você já sabe quanto ganha um influenciador digital, em média, no Brasil e nos Estados Unidos, que tal conferir dicas de como ser remunerado, atuando na web?

Principais formas de ganhar dinheiro como influenciador digital


1. Publicações patrocinadas

A postagem patrocinada (ou publiposts) nas mídias sociais é a maneira mais direta, incisiva e convencional do influenciador promover o produto, o serviço ou o bem. A forma como será divulgada depende do objetivo da própria marca, podendo ser uma ou mais postagens, uma sequência de publicações ou um carrossel no feed. Há também a possibilidade de se divulgar nos stories, sendo a quantidade de vídeos determinada no contrato.

Existem diversas maneiras do influencer fazer a publicação patrocinada: desde o simples compartilhamento do conteúdo da marca, passando pela criação de imagens próprias com o produto ou o serviço e chegando à gravação de vídeos, informando sobre o lançamento de uma nova marca.

2. Venda de produtos digitais

Outra possibilidade do influenciador ganhar dinheiro na internet é a venda de produtos digitais (ou infoprodutos). Como eles são intangíveis e são distribuídos via web, apresentam custo barato tanto para quem os produz quanto para quem os adquire. E-books, infográficos, cursos, tutoriais, guias de viagem e programa de reeducação alimentar são exemplos de produtos digitais.

Na matéria que abordamos a trajetória de Mayra Cardi, falamos sobre os bem-sucedidos projetos motivacionais e de educação alimentar: o "Seca Você Renove" e o "Cura Você", que são exemplos claros de que infoprodutos bem produzidos e engajados geram lucro ao influenciador.

3. Venda de produtos físicos

Ultrapassando o limite do virtual, o influencer consegue assinar ou co-criar o produto ou o serviço junto à marca. Neste modelo, ele recebe a comissão por todas as vendas ou o valor fixo pela parceria na rede social.

Tal alternativa é bastante lucrativa para influenciadores, uma vez que a renda aumenta se o produto tiver bom desempenho comercial, sem contar que os influencers não arcam com investimentos prévios.

A parceria que deu certo e destacou Bianca Andrade como empresária da área de cosméticos foi a Boca Rosa by Payot. Os produtos tiveram boa aceitação do público e bateram recordes de vendas.

Bônus 1: tornar-se embaixador de marcas

Para campanhas institucionais, as empresas costumam contratar influenciadores digitais na construção de relacionamentos de longo prazo com o público. O objetivo aqui é a captação de leads e a formação de compradores em potencial. Portanto, é fundamental que o influenciador conheça a marca profundamente e se torne o especialista do produto ou do serviço, pois ele falará frequentemente da empresa em todos os seus canais de comunicação. 

É comum que os embaixadores sejam contratados pelas marcas independentemente do "tamanho" da influência que exerçam na web (macro, médio, micro, nano influenciadores ou, até mesmo, celebridades).

Bônus 2: conte com o OGloo

Uma vez que você já sabe quanto ganha um influenciador digital e como ele pode lucrar na internet, que tal contar com um portal que te destaque na web? O OGloo está aqui para isso, nossa plataforma integra as suas principais redes sociais e te destaca no mundo virtual. Inscreva-se já e cresça como influencer!

Veja também:

#Relacionadas
#OGLOOTTs
Os assuntos mais buscados durante o dia.